5 problemas em empresas de segurança

Quando problemas em empresas de segurança afetam a credibilidade dos serviços, os efeitos são a perda de clientes e, claro, dificuldades em crescer a base. 

Essa relação de causa e consequência é ainda mais evidente quando falamos em segurança para condomínios.

Embora uma das despesas condominiais mais altas seja a segurança, a concorrência por preço acontece somente se as empresas não conseguem demonstrar de forma clara seus diferenciais. 

Em contrapartida, quando síndico e morador confiam na empresa, a tendência é manter a contratação, no lugar de arriscar uma troca que pode não funcionar. 

Mas, para alcançar esse nível de satisfação e confiança do cliente, há 5 problemas que devem ser evitados pela empresa de segurança. 

A seguir, você vai entender como evitar ou resolver estes desafios.

1. Tecnologia ultrapassada

A segurança eletrônica está entre os setores bastante impactados pela evolução tecnológica, ou seja, acompanhar a inovação é essencial, quase básico.

Nesse contexto, há um esforço na contratação de tecnologia por parte das empresas de segurança. 

Porém, não basta adotar qualquer software de monitoramento ou aplicativo. Antes, o ideal é ser analítico:

  • faça uma pesquisa de mercado, até mesmo entre concorrentes;
  • entenda quais tecnologias já estão em uso e validadas;
  • liste as expectativas e prioridades da empresa e confira quais soluções atendem estas metas;
  • avalie ainda se as soluções também serão capazes de apoiar o crescimento do seu negócio

Por fim, lembre-se de que se conformar com tecnologia ineficiente ou desistir da inovação não são escolhas estratégicas.

2. Cultura interna e implementação da tecnologia

Pode ser que a sua empresa de segurança já tenha tecnologia de ponta, então, por que os resultados não aparecem?

Entre os problemas em empresas de segurança, está a resistência da cultura interna na implementação e uso da tecnologia. 

Equipe empresa de segurança

Para saber se é o caso da sua empresa, algumas questões…

  • Seus colaboradores sabem aproveitar as soluções disponibilizadas?
  • Existe capacitação para que a equipe ou novos colaboradores aprendam a usar a tecnologia?
  • A cultura interna incentiva o uso das soluções para melhorar resultados?

Se a resposta para algumas destas perguntas é “não”, saiba que a tecnologia sozinha não faz nada acontecer. Para obter resultados, é preciso que a sua equipe entenda os benefícios e adote as soluções.

Além disso, quando seus colaboradores não utilizam todo o potencial da tecnologia, certamente a melhor experiência em segurança eletrônica também não vai chegar aos seus clientes.

3. Aplicativo com baixo engajamento

Oferecer um aplicativo que integra sistemas de monitoramento ao controle de acesso era tendência. Hoje, se consolidou como pré-requisito entre empresas de segurança. 

Além disso, muitos deles são white label, personalizados com a marca da empresa. 

Os problemas em empresas de segurança, nesse caso, surgem quando o aplicativo é pouco utilizado por clientes, ou seja, não tem engajamento. 

Então, o que fazer?

  • Conscientize sua equipe sobre a importância de que clientes usem o app.
  • Seus colaboradores devem entender que o próprio trabalho será menor, à medida que mais clientes utilizem o aplicativo. 
  • Promova o aplicativo, com ações de marketing voltadas especialmente aos clientes.
  • Nestas ações, ressalte a comodidade e os benefícios que o cliente pode ter ao utilizar o aplicativo. 
  • Organize iniciativas ou conteúdos que orientem clientes sobre como usar o aplicativo

No entanto, caso seus clientes ignorem o aplicativo por mau funcionamento ou dificuldades na usabilidade, as dicas acima raramente farão efeito. 

Problemas com aplicativo de segurança

Isso não significa que sua empresa deve desistir ou manter o mesmo aplicativo, apenas avalie outras possibilidades e uma substituição. 

Um dos exemplos é o Easy Access, a solução completa de controle de acesso da Winker. Além do aplicativo white label, contamos com: 

  • equipe de suporte para síndicos e condôminos;
  • equipe de Sucesso do Cliente (CS);
  • campanha de marketing personalizada para lançamento do app;
  • integração com os principais sistemas de monitoramento do mercado;
  • implantação facilitada

controle_acesso

4. Despesas inesperadas

Geralmente, os custos imprevistos aparecem quando a empresa tenta desenvolver o aplicativo próprio. 

Tecnologia e desenvolvimento não são atividades centrais do negócio de segurança, então, arcar com equipe especializada pode sair mais caro que o esperado. 

O que fazer?

  • Busque uma empresa desenvolvedora de aplicativo white label para segurança.
  • Ao terceirizar o app, haverá previsibilidade de custos.
  • Escolha uma empresa desenvolvedora que garante suporte e treinamento à sua equipe e clientes.
  • Procure saber se essa empresa está atenta às demandas e inovações do mercado.
  • Como já ressaltado no tópico “tecnologia defasada”, pesquise por aplicativos white label já utilizados e validados no mercado
  • Nas lojas Google e Apple, é fácil encontrar número de downloads, notas e avaliações, além da data da última atualização (que indica se a plataforma recebe melhorias constantes). 

5. Dificuldades em otimizar recursos e reduzir custos

Neste tópico, falaremos sobre a central de monitoramento, normalmente sobrecarregada com muitos chamados. 

Problemas em empresas de segurança

Contratar mais colaboradores é uma solução?

Em partes sim. Por outro lado, essa decisão complica a redução de custos e otimização de recursos.  

Logo, a tecnologia pode ajudar de várias maneiras:

  • automatize ao máximo as rotinas internas da empresa, inclusive de atendimento;
  • considere substituir a portaria remota por controle de acesso autônomo;
  • implemente soluções que não dependem da central de monitoramento;
  • algumas opções são reconhecimento facial, chave virtual, interfone digital.  

Além do controle de acesso autônomo, a comunicação com o seu cliente deve ser dinâmica e simples.

Por isso, implemente canais de fácil acesso e faça com que a empresa esteja sempre disponível.

Um de nossos cases de sucesso, com a Orsegups, mostra como a empresa conseguiu reduzir custos. Para ler, clique aqui.

Quais problemas sua empresa de segurança enfrenta?

Após conferir os 5 principais problemas, você já deve ter identificado quais deles fazem parte da sua empresa. 

Pode ser que alguns dificultem mais o seu negócio, outros menos. 

Nossa dica é tentar resolver os mais críticos primeiro. Afinal, é bem provável que não seja possível solucionar todos ao mesmo tempo.

Mas, como você percebeu, adotar tecnologia de ponta para a segurança eletrônica pode evitar a maioria dos problemas.

Se houver algum problema que não citamos nesse artigo, compartilhe, deixando seu comentário abaixo.

Gostou do texto? Comente abaixo:

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.