Hoje, qualquer empresa deve ter como prioridade construir um bom relacionamento com clientes. Sendo assim, o mercado de condomínios não é exceção. 

Podemos afirmar isso amparados por números de uma pesquisa da CustomerThink, que demonstra: 97% dos clientes afirmam que o atendimento é muito importante na escolha e lealdade a uma marca. 

Para a gestão de condomínios, existem duas premissas que devem estar, a todo momento, norteando as ações das administradoras:

  1. bons relacionamentos geram novos negócios.
  2. foco nos moradores e no corpo diretivo dos condomínios. Afinal, eles decidem qual administradora contratar e quais motivos levar em consideração. 

Sempre ressaltamos que ter soluções e ideias inovadoras é essencial. Por outro lado, não basta, caso sua administradora não seja capaz de entender as necessidades do público-alvo para conquistá-lo.

Quem são eles para sua empresa? Além de síndicos e corpo diretivo, não esqueça dos moradores.

Encantá-los com seus serviços envolve, além de muito esforço e abordagens inteligentes, nutrir e construir um relacionamento duradouro.

O conteúdo a seguir fala exatamente sobre isso. São 5 dicas importantes para que sua administradora de condomínios consiga construir um bom relacionamento com clientes. Dessa forma, até mesmo a concorrência pode se tornar uma ameaça menor. Preparado?

1 – Entenda quem são seus clientes

Entender seu público-alvo é um dos princípios básicos para a construção de um bom relacionamento com seus clientes. Mas o que seria esse “entendimento”, afinal?

Começa na realização de um mapeamento e estudo de mercado. É o momento de a sua administradora analisar variáveis importantes, como limites de atuação, expansão demográfica, análise da concorrência, entre outras.

Após isso, será necessário descobrir quem é o seu público. Ou seja, ter em mente o perfil do seu cliente é o ponto de partida para “falar a mesma língua que ele”. Então, chegamos a uma etapa importante: a criação de uma ou mais personas.

Personas nada mais são que personagens semifictícios do seu cliente ideal, criados a partir de dados coletados em pesquisas e interações, para entender como ele vive e se comporta.

Assim, é possível dar os primeiros passos para construir um bom relacionamento com seus clientes, porque será muito mais fácil conhecer expectativas, os melhores canais para atendê-los, a linguagem que utilizam e qual conteúdo mais interessa a eles.

2 – Saiba oferecer seus produtos

Oferecer um produto ou serviço envolve um longo esforço de comunicação, que deve partir de diferentes áreas da empresa com os clientes. Implica em ser capaz de atrair e nutrir este público, desde o começo de sua jornada de compra.  

A oferta, aliás, é um ótimo demonstrativo de que você tem tido sucesso na construção de um bom relacionamento com seus clientes. 

Retomando o que foi esclarecido no início do artigo, um bom relacionamento gera novos negócios, pois: 

  • ofertas se convertem em vendas para novos clientes: significa que sua administradora sabe comunicar que tem a solução ideal para seu público;
  • ofertas se convertem em vendas para clientes antigos: mostra sucesso na fidelização dos clientes, que o relacionamento é tão bom, a ponto de se tornarem promotores da sua marca, sentindo-se seguros em continuar comprando de você.

Construir um bom relacionamento requer também aplicar técnicas de vendas, como up-sell e cross-sell. Ao implementá-las, sua administradora demonstra aos clientes que está atenta e é capaz de oferecer alternativas ou mesmo se antecipar a necessidades que eles ainda nem reconheceram. 

Outro recurso poderoso para construir um relacionamento duradouro com seus clientes é oferecer prêmios por fidelidade, como descontos pela indicação de outros condomínios ou funcionalidades extras.

É fundamental sempre mostrar que você consegue entregar algo a mais ou surpreendê-lo durante sua jornada de compra. 

3 – Implemente treinamentos e cultura com foco em clientes

A maioria dos clientes se importa mais com a qualidade do atendimento, do que com a velocidade, segundo a pesquisa CustomerThink: 95% dão mais valor à alta qualidade e competência do atendimento, do que ao tempo dedicado a ele.

Isso remete a um tema que ainda é considerado problema para muitas administradoras: a ausência de uma cultura empresarial focada no atendimento ao cliente.

O motivo é bem óbvio: a cultura organizacional da sua empresa afetará diretamente na maneira como os colaboradores se relacionam com clientes.

Logo, uma das soluções passa por ações internas, como a realização de treinamentos constantes para que sua equipe entenda exatamente como alinhar esse relacionamento.

Mas o que abordar nestes treinamentos? Alguns exemplos de temas relevantes são:

  • propósitos e valores da empresa;
  • estudar e conhecer profundamente as dores e a realidade dos clientes;
  • como utilizar as tecnologias e canais de comunicação da empresa para se aproximar do cliente. 

Por fim, o objetivo principal precisa ser transformar o sucesso dos clientes em uma meta de todas as áreas da empresa.

4 – Invista em novas ferramentas 

Hoje, administradoras de condomínios podem utilizar ferramentas que antes não existiam e que facilitam muito as rotinas e processos de forma geral. 

Demandas como gestão de relacionamento com clientes sofreram transformações rápidas e intensas com o emprego da tecnologia.

Soluções como os ERPs, por exemplo, trazem segurança, rapidez, fluidez e comodidade na administração dos processos do seu negócio. Muitas vezes, elas são até mesmo integradas a outras soluções e permitem que sua empresa tenha mais tempo para se dedicar ao relacionamento com clientes.

Outras ferramentas importantes são aplicativos e plataformas de marketing e relacionamento digitais. Geralmente, além de inovadoras para o setor, são soluções de fácil usabilidade e favorecem a maior de interação entre sua administradora e os moradores, bem como entre os próprios condôminos. 

5 – Acompanhamento e análise de estratégias

Nossa 5ª e última dica é: além de implementar, é fundamental acompanhar, mensurar e analisar tudo o que sua administradora coloca em prática, na busca por um bom relacionamento com clientes. 

Afinal, é preciso avaliar se as práticas adotadas estão gerando os resultados esperados. Caso não, a equipe deve buscar os motivos e trabalhar para melhorá-los. 

Este acompanhamento pode ocorrer por meio de reuniões periódicas, em que todos têm a oportunidade de trazer feedbacks e apontar possíveis ajustes. 

Também é importante lembrar que o mercado é dinâmico e sua empresa precisa acompanhar o ritmo das mudanças, o que inclui a avaliação constante de estratégias internas.

É válido focar no bom relacionamento com clientes, além de metas

As pessoas se aproximam, naturalmente, das marcas que se empenham em criar um relacionamento e que demonstram realmente se importar com o cliente. 

Esse posicionamento reflete não só em ganhos financeiros, que são sim importantes, mas também em transformações positivas e permanentes nas vidas de seus clientes. É mais fácil que eles lembrem da sua empresa quando percebem nela uma verdadeira facilitadora e parceira.

 

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.