A segurança de um condomínio depende de pessoas. Condôminos, porteiros, síndico, familiares, todos possuem seu papel para fazer com que a ação de criminosos seja neutralizada.

Principais erros dos porteiros

Veja agora os 5 maiores erros dos porteiros que comprometem a segurança do porteiro e a do condomínio:

  1. Deixar seu posto de trabalho ou abrir a porta da portaria para atender um visitante, entregador ou ir atender a um pedido de morador. Muitos criminosos se passam por senhoras precisando de ajuda e acabam por invadir o condomínio com comparsas sem sequer serem notados, comprometendo completamente a segurança.
  2. Durante a noite, deixar o interior da portaria muito iluminado e o exterior mal iluminado. Cometendo esse erro, os criminosos podem facilmente analisar as rotinas do porteiro sem serem notados.
  3. Não se preparar para atender a casos de emergência como alarmes de incêndios ou acidentes dentro ou perto do condomínio também pode ser um erro fatal da segurança. O despreparo leva a tomar atitudes que deixam o condomínio e o porteiro vulneráveis. O correto é ter sempre em mãos os telefones de emergência e chamar os agentes necessários para atender aos pedidos, como SAMU, Corpo de Bombeiros ou Polícia Militar.
  4. Ficar preso ao sistema de câmeras e não se atentar ao que está acontecendo em frente à portaria é um problema de segurança também e um erro grave. Distribua sua atenção entre as ferramentas e a vigilância pessoal.
  5. Se distrair com programas de TV, rádio em volume alto ou visitantes (muitas vezes pessoas atraentes). Essa falha de segurança permite a ação de criminosos sem serem notados e podem ser fatais para a segurança do porteiro e do condomínio.

Gostou das dicas? Tem alguma coisa para acrescentar a esse tema? Comente!!

Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Ajude a levar essas dicas a outras pessoas interessadas. 😉

Fonte: Polícia Militar do Estado de São Paulo

Escreva um comentário