As estratégias usadas pelos criminosos para “furar” a segurança e entrar no condomínio são diversas.

Desconfie das pessoas bem vestidas, idosos ou crianças, e com conversas bem convincentes, comuns no cotidiano.

Por isso, a Rede Domus preparou um check-list simples que pode ajudar muito a identificar falhas na segurança do seu condomínio.

Dicas de segurança para seu condomínio – parte 1

  1. Há um cadastro atualizado dos condôminos, indicando telefone de emergência, quantas e quais pessoas moram na unidade e quais seus veículos?
  2. Esse cadastro é de fácil acesso e pesquisa pelos vigilantes e porteiros?
  3. Sua portaria e vigilância é treinada para não informar nenhum dado dos moradores a ninguém, a não ficarem fora da portaria com as chaves no bolso e não permitir a entrada de nenhum estranho sem previa confirmação do morador?
  4. Há um método para que os moradores e imobiliárias façam previsão de visitas de maneira simples?
  5. Os moradores mantém suas portas e veículos devidamente trancados?
  6. As portas de depósito de lixo ficam fechadas fora dos horários de coleta?
  7. Ao praticar uma atitude de segurança correta, o funcionário é elogiado?
  8. Os endereços de colaboradores e funcionários foram atualizados nos últimos seis meses?
  9. Os nomes, horários de trabalho e fotos dos funcionários e colaboradores é de conhecimento dos moradores?

Dicas para seu condomínio – parte 2

  1. Seu condomínio possui câmeras de segurança?
  2. Os sistema de câmeras é testado e utilizado?
  3. Você possui um procedimento claro quanto da entrada de visitantes e representantes de empresas prestadoras de serviço?
  4. Esse procedimento é seguido?
  5. Nos dias de eventos no salão de festas, é entregue a lista de convidados previamente na portaria?
  6. Suas áreas externas e internas são bem iluminadas?
  7. As portarias e guaritas estão devidamente protegidas?
  8. As entradas e saídas das garagens possuem espelhos retrovisores?
  9. Os portões, grades e fechaduras são de boa qualidade e estão em boas condições?
  10. Os muros ou cercas em volta do condomínio são adequados para evitar a entrada de criminosos?

Dicas para seu condomínio – parte 3

  1. Todos os apartamentos possuem porteiro eletrônico e interfone em perfeito funcionamento?
  2. Os alarmes e sensores de presença são testados periodicamente?
  3. Foi instalado relógio de vigia quando o porteiro faz ronda?
  4. As portas e portões foram automatizadas (para serem acionados de dentro da guarita)?
  5. Os porteiros e vigilantes foram orientados a jamais deixarem seus postos para atender a qualquer pedido? Se necessário devem chamar ajuda antes de atender.
  6. Sua portaria tem caixas com portinholas para recepção de encomendas?
  7. O porteiro mantém a atenção em suas atividades ou tem tarefas ou hábitos que podem prejudicar os cuidados com a segurança?
  8. Ao perceberem alguém suspeito, os moradores são orientados a discretamente mudarem de direção e procurem a segurança?
  9. O assunto segurança é levado com frequência nas assembleias?
  10. Foi estabelecido códigos com vizinhos e funcionários para denunciar ação de marginais?
  11. Os entregadores são proibidos de subirem nos apartamentos e os porteiros e não fazerem a entrega ao morador? Os moradores precisam descer na portaria para retirar a entrega.
  12. Todos os moradores foram notificados sobre as regras de segurança do condomínio, para que possam respeitar e contribuir com as regras?

E então? Qual foi o seu resultado?

Se seu condomínio não atende a alguns destes itens, cabe a você fazer uma avaliação criteriosa.

Além disso, existem alternativas acessíveis para automatizar e resolver muitos dos riscos de segurança que trouxemos aqui. Aliás, caso você queira ler mais materiais sobre esse tema, entre em contato conosco.

Escreva um comentário